JARDIM DIGITAL W4LKER

NOTAS E IDEIAS

1.1

criado em: 17:58 09-12-2022

Relacionado

1.1

subcapitulo sobre resistencia como preconizado em Stengers no tempo das catastrofes, usando de exemplos de software livre.

No tempo das catástrofes (Isabelle Stengers)

Conforme a segunda narrativa que proponho, o que foi destruído com os commons não foram apenas os meios de vida de camponeses pobres, mas também uma inteligência coletiva concreta, ligada a esse comum do qual todos dependiam. É a uma destruição desse tipo que os programadores teriam sabido resistir.

Utilizar a palavra “usuário” para falar dos programadores que souberam resistir é, assim, situá-los na linhagem dos camponeses que outrora lutaram contra o confisco de seus commons, de forma que não se defina mais, como ponto de partida, esses camponeses como “pobres”, e sim como comunidades.

No entanto, não devemos ir rápido demais, pois a aproximação entre programadores e usuários logo encontra dificuldades que seria perigoso ignorar. Que eles tenham resistido ou não, os programadores sabem que são, como os outros cientistas ou os juristas, por exemplo, detentores de um saber reconhecido, que faz deles o que chamarei de praticantes.

A abordagem farmacológica não permite colocar a questão “de quem é a culpa?”, de proceder a uma distribuição da culpa e da inocência. Os programadores que souberam resistir não são “melhores” do que os cientistas que não o puderam. Mas ela propõe pensar “pelo meio”.

A abordagem farmacológica não permite colocar a questão “de quem é a culpa?”, de proceder a uma distribuição da culpa e da inocência. Os programadores que souberam resistir não são “melhores” do que os cientistas que não o puderam. Mas ela propõe pensar “pelo meio”.